Pesquisadores

José Jorge de Carvalho - Coordenador Geral do INCTI

04.05.2012 - Encontro de Saberes - por UNILA.

Seminário define parâmetros dos futuros programas de pós-graduação e pesquisa na UNILA - Universidade Federal da Integração Latino-Americana.

Os professores dos cursos de Antropologia, Letras, História, Sociologia e Cinema participaram do Seminário Encontro de Saberes Discutindo nossa Pós-Graduação: Cultura, Arte e História. O evento, que aconteceu de 9 a 11 de maio, trouxe à UNILA o pesquisador José Jorge de Carvalho, da Universidade de Brasília, para iniciar uma discussão sobre as bases dos futuros programas de pesquisa e pós-graduação na área de humanas da Universidade.

Conforme a professora Senilde Guanaes, coordenadora do curso de Antropologia e responsável pelo evento, durante os três dias do Encontro, os professores tiveram a oportunidade de debater como a Universidade pode criar projetos consistentes, integrados e interdisciplinares, atentando para a missão da universidade.

Adaptado pela Equipe INCTI. Texto na integra disponível em: http://www.unila.edu.br/noticia/encontro-saberes (acessado em 14.05.2012)

 

27.04.2012 - "O modelo de cotas da UnB foi o primeiro que denunciou o racismo estrutural da sociedade brasileira", doz José Jorge de Carvalho - FLAAC.

Na mesma semana em que completou 50 anos, a Universidade de Brasília ganhou um grande presente do Supremo Tribunal Federal (STF). A constitucionalidade do sistema de cota raciais implementado na UnB, em 2004, foi aprovada, unanimemente, pelos ministros do Tribunal. O idealizador do modelo, o professor do Departamento de Antropologia, José Jorge de Carvalho, comemora, mas acredita que o trabalho ainda não terminou.

No dia em que o julgamento começou, Carvalho inaugurou o Instituto de Inclusão no Ensino Superior e na Pesquisa, na UnB. O objetivo do Instituto é se tornar um observatório das cotas no país. Além disso, o professor acredita que já está na hora de transportar o sistema para a pós-graduação. Confira a entrevista que José Jorge de Carvalho concedeu ao Flaac 2012.

Disponível em http://www.flaac2012.com.br/o-modelo-de-cotas-da-unb-foi-o-primeiro-que-denunciou-o-racismo-estrutural-da-sociedade-brasileira-diz-jose-jorge-de-carvalho/#.T7AWZyPYm1s (acessado em 14.05.2012)

 

27.04.2012 - Mais de 40% das Universidades Federais tem cotas para negros e índios

O Supremo Tribunal Federal foi unânime ao considerar as cotas legais. Segundo o Ministério da Educação, cada instituição federal terá autonomia para decidir se vai ou não adotar algum sistema de reserva de vagas. O antropólogo José Jorge fala sobre o assunto.

Disponível em http://noticias.r7.com/jornal-da-record-news/2012/04/27/mais-de-40-das-universidades-federais-tem-cotas-para-negros-e-indios/ (acessado em 14.05.2012)

 

19.12.2011 - Saberes Tradicionais e o Crescimento do Turismo - por programa Conexão Futura

Vídeo disponibilizado pelo programa Conexão Futura, do canal Futura, em que Maria Amália Oliveira, da Escola de Turismologia da UNIRIO e José Jorge de Carvalho, antropólogo pela UnB, falam sobre a dificuldade de manter os saberes tradicionais frente o crescimento da demanda do turismo nas comunidades.

Integra disponível em: http://www.conexaofutura.org.br/videos-do-conexao/turismo (acessado em 14.05.2012)

 

18.02.2009 - UnB inicia Banco de Dados sobre políticas afirmativas - por Portal Aprendiz

A Universidade de Brasília (UnB) começará a organizar um banco de dados sobre as políticas afirmativas para negros e indígenas. O objetivo é desenvolver parâmetros de avaliação para saber se as ações têm atuado de forma eficaz para inclusão dos estudantes. O banco de dados é mais uma iniciativa do recém-criado Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia (INCT) de Inclusão no Ensino Superior e na Pesquisa.

Disponível em http://aprendiz.uol.com.br/content/posweswedi.mmp (acessado em 15.05.2012)

 

13.02.2009 - Inclusão de negros e indígenas contará com banco de dados nacional

Segundo o professor do Departamento de Antropologia da Universidade de Brasília (DAN) e coordenador do INCT, José Jorge de Carvalho, a ação permitirá uma radiografia inédita da situação no Brasil. “Não há um levantamento de quantos modelos de cotas existem e de que forma eles andam”, explica.

Disponível em http://www.unb.br/noticias/unbagencia/unbagencia.php?id=1228 (acessado em 14.05.2012)

 

19.09.2005 - Boletim PPCOR

O Antropólogo José Jorge de Carvalho acaba de lançar seu novo livro “Inclusão Étnica e Racial. A questão das cotas no ensino superior”. Carvalho é professor no Departamento de Antropologia da Unb e Phd em Antropologia pela The Queen's University Of Belfast. Possui extensa obra dedicada à musicalidade negra no Brasil e nas Américas, quilombos e territórios negros. Mais recentemente tem se dedicado a discutir de modo teórico, mas com vibrante engajamento prático, a exclusão racial no ensino superior brasileiro, seus efeitos e modos de superação. Nessa entrevista concedida ao Boletim PPCOR Carvalho antecipa algumas das penetrantes reflexões presentes em seu novo livro.

Disponível em http://www.lpp-buenosaires.net/olped/acoesafirmativas/boletim/19/entrevista.htm (acessado em 14.05.2012)

 

24.02.2005 - Antropólogos fazem reflexão sobre a cultura na América Latina - por Portal Aprendiz

O primeiro painel de discussão sobre as culturas populares, realizado no seminário, trouxe a história para o evento. A discussão contou com a participação da antropóloga e professora adjunta da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), Maria Laura Viveiros Cavalcanti e com o professor de Antropologia da Universidade de Brasília, José Jorge Carvalho. O debate foi mediado pela professora da UniRio, Elizabeth Travassos.

Disponível em http://aprendiz.uol.com.br/content/dowuphesek.mmp (acessado em 15.05.2012)

 

Kabengele Munanga

Nosso racismo é um crime perfeito: Kabengele Munanga

Hoje, tinha outro post, sobre o ódio da classe mérdia ao Lula e talz, mas já que ontem dei voz ao alucinado do Magnoli, achei que hoje era justo dar voz ao seu oposto. Kabengele Munanga, professor da USP, estudioso do racismo, imigrante africano que buscou asilo e cidadania em nosso país, deu essa belíssima entrevista à Revista Fórum.

Disponível em http://www.interney.net/blogs/lll/2009/10/09/nosso_racismo_e_um_crime_perfeito/ (acessado em 14.05.2012)


INCT Inclusão
Instituto Central de Ciências - ICC Sul, lado A, Sala BSS 135/138
Campus Universitário Darcy Ribeiro - UnB, Asa Norte
Brasília - DF, Caixa Postal 04561 - CEP 70.919-970